12.5 C
Brasília
segunda-feira, maio 27, 2024
-Publicidade-spot_img
spot_img

Vendas nos setores de comércio e serviços do DF tiveram queda de 3,93% em março

RELACIONADOS

DÉLIO ANDRADE
DÉLIO ANDRADEhttp://delioandrade.com.br
Jornalista, sob o Registro número 0012243/DF

As vendas nos setores de comércio e serviços do Distrito Federal apresentaram queda de 3,93% em março de 2016 na comparação com fevereiro. Observando isoladamente, o comércio registrou declínio de 5,30% e serviços teve retração de 1,02%. É o que mostra a Pesquisa Conjuntural de Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal, realizada pelo Instituto Fecomércio. O estudo mostra ainda que 73% dos segmentos avaliados tiveram redução de faturamento no segundo mês do ano.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, explica que apesar da redução nas vendas em março o comércio reagiu e apresentou uma queda menor do que havia registrado anteriormente. “A passos pequenos o comércio brasiliense vem recuperando a sua força, mesmo diante de um consumo reprimido pela redução do poder de compra do consumidor”, diz Adelmir. “Em março, podemos perceber uma queda menor  nas vendas em relação à queda verificada em fevereiro. Ainda não é o que esperávamos, pois os indicadores permanecem negativos, mas já podemos reduzir o pessimismo e acreditar numa possível retomada”, explica Adelmir.

Entre o segmentos que registraram queda em março estão: Papelaria e Livraria (-23,93%); Calçados (-18,04%); Material de Construção (-12,42%); Comércio Varejista de Bebida (-11,39%); Artigos de Armarinho, Suvernirs E Bijuterias (-10,19%); Cosmético e Perfumaria (-6,67%); Ferragens e Ferramentas (-6,16%); Auto Peças e Acessórios (-5,59%); Ótica (-4,97%); Padaria e Confeitaria (-4,66%); Joalheria (-3,84%). Os que apresentaram alta nas vendas foram: Móveis (5,56%); Minimercados, Mercearias e Armazéns (3,73%); Farmácia (2,19%); Vestuário e Acessórios (2,10%); Suprimento de informática (1,47%) e Cama, Mesa e Banho (0,76%).

No setor de serviços a maioria dos segmentos apresentou queda nas vendas, entre eles: Cabeleireiros (-7,34%); Organização de Feiras, Congressos e Festas (-5,91%); Sonorização, Fotografias e Iluminação (-4,36%); Manutenção e Serviços em TI (-4,36%); Promoção de Vendas (-4,10%); Atividades de Contabilidade (-2,67%); Bares, Restaurantes e Lanchonetes (-2,52%); Atividades de Condicionamento Físico (-0,86%). O único que registrou aumento nas vendas em março foi o setor de Capacitação e Treinamentos (15,47%).

Entre as formas de pagamento, o cartão de crédito foi o mais utilizado nas compras. No comércio, a modalidade respondeu por 43,93% das vendas. No setor de serviços, foi responsável por 37,54% das compras. A Pesquisa Conjuntural de Micro e Pequenas Empresas do DF é realizada mensalmente pelo Instituto Fecomércio. Foram consultadas 900 empresas.

-Publicidade - spot_img

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

-Publicidade - spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS