20.5 C
Brasília
domingo, maio 26, 2024
-Publicidade-spot_img
spot_img

Emater-DF entrega sistemas de saneamento rural em pré-assentamento Pôr do Sol

RELACIONADOS

DÉLIO ANDRADE
DÉLIO ANDRADEhttp://delioandrade.com.br
Jornalista, sob o Registro número 0012243/DF

Moradores do pré-assentamento Pôr do Sol, em Sobradinho, comemoraram a instalação dos primeiros sistemas de saneamento rural individual em 21 propriedades, por meio do Programa de Saneamento Rural da Emater-DF. A entrega simbólica foi realizada nesta sexta-feira (12), durante ação da Frente Parlamentar da Reforma Agrária.

Atualmente, o assentamento possui 110 famílias, que produzem abóbora, mandioca, milho, feijão, plantas ornamentais, frutas, temperos e, apesar das dificuldades com a água, alguns conseguem produzir também hortaliças.

O presidente da Emater-DF, Cleison Duval, participou da solenidade de entrega e destacou que desde 2020 já foram instalados mais de 400 sistemas individuais em propriedades de várias regiões do Distrito Federal. Ele falou ainda sobre o convênio com a Caesb, que vai instalar 254 sistemas autônomos individuais de tratamento de esgoto doméstico em propriedades rurais contempladas pelo Programa Produtor de Água do Descoberto, ainda neste ano.

“Esses sistemas representam saúde do produtor, qualidade de vida no campo e produção de alimentos seguros e com sustentabilidade. Além disso, representa a dignidade humana das famílias. Essas questões, para a Emater-DF, são de extrema importância. A gente lutou muito para que isso desse certo”, ressaltou o presidente da Emater-DF.

O programa da Emater-DF surgiu da necessidade de melhoria da qualidade sanitária dos alimentos produzidos, bem como para a proteção ambiental e para a promoção da saúde coletiva no campo.

A produtora Jurandi Rodrigues de Souza, 67 anos, foi uma das contempladas. No pedaço de terra em que vive há 10 anos, ela planta arroz, feijão, mandioca, abóbora, quiabo e ainda uma horta com alface, cheiro verde e outras olerícolas. “Eu estou maravilhada. Deus é bom demais. A higiene é outra coisa, não junta mosquito, nem muriçoca, não tem mais mau cheiro e ainda não atrapalha o solo”, disse.

Produtora Jurandi Rodrigues de Souza, 67 anos, foi uma das contempladas

Os sistemas de esgotamento sanitário individuais destinados ao Pôr do Sol foram adquiridos por meio de emenda parlamentar do deputado distrital Gabriel Magno, que destinou pouco mais de R$200 mil. O deputado ressaltou o trabalho da Emater-DF junto às famílias rurais.

“Eu, particularmente, tenho acompanhado mais de perto o trabalho da Emater-DF desde o mandato da Arlete Sampaio. É uma capacidade de resolução de problemas. A gente chega muitas vezes com um problema na mesa, que muitas vezes a gente não consegue resolver, e a Emater tem conseguido fazer isso de uma maneira muito inovadora. […] Essa capacidade de escuta que a Emater tem tido ajuda muito a pensar na solução”, disse.

“Hoje a gente produz um pouco de tudo e muito alimento orgânico. A assistência técnica e o acompanhamento da Emater-DF tem sido fundamental para a gente. Estão sempre aqui trabalhando e ajudando a gente a produzir. Nós não conseguiríamos viver sem a Emater. A Emater é o braço, a mão e os olhos do produtor”, destacou o líder do pré-assentamento Pôr do Sol, Claudionor Pereira, que também faz parte do Movimento de Apoio ao Trabalhador Rural (MATR).

“Esperamos que esse ano ainda a gente consiga criar o assentamento e de fato aumentar a produção e que venha mais políticas públicas”, reforça Claudionor.

Responsável pelos atendimentos da Emater-DF em Sobradinho, Clarissa Campos, que é gerente do escritório local da empresa, afirmou que enquanto o pré-assentamento não se torna assentamento, a empresa vem fazendo atendimentos coletivos para o grupo.

“Quando eles conseguirem a regularização, a gente entra com as atividades e as metodologias individuais. Atualmente as maiores dificuldades estão relacionadas à água, mas já estamos ajudando, correndo atrás para a implantação de poços coletivos. Assim eles poderão ter mais condições de plantar”, acrescenta Clarissa.

A superintendente regional do Incra DF e Entorno, Cláudia Farinha, destacou a importância dos sistemas de saneamento para os produtores rurais e também a união de esforços para fazer chegar as políticas públicas aos trabalhadores, trazendo condições dignas de vida às famílias. “O que nós estamos assistindo aqui é um exemplo de sustentabilidade, tecnológica e importância do apoio político”, disse o secretário de Agricultura, Fernando Rodriguez.

O post apareceu primeiro em .

-Publicidade - spot_img

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

-Publicidade - spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS