Paraquedistas se REVOLTANDO no RIO e General na Força Nacional! – RADICAIS de DIREITA – Incapazes de INTERPRETAR O QUOTIDIANO


Paraquedistas se REVOLTANDO no RIO e General na Força Nacional! – RADICAIS de DIREITA – Incapazes de INTERPRETAR O QUOTIDIANO

Na madrugada passada recebemos alguns áudios, que seriam para nós completamente descartáveis se não fosse preocupante na medida em que nos mostra o nível a que tem descido parte da sociedade que se auto-denomina como “de direita”. O assunto é lastimavelmente ridículo, mas dada a quantidade de gente que compartilha esse tipo de mensagem vamos desmistificar mais essa palhaçada.

Há um grupo que tenta convencer as Forças Armadas a intervir na política brasileira, até aí tudo bem, por mais improvável que isso seja de acontecer, como cidadãos eles têm o direito de pedir, dada a decepção e desespero diante de uma classe política quase que completamente corrupta. Contudo, enquanto parcela dos chamados intervencionistas realizam seus manifestos e fazem suas campanhas dentro da legalidade e sobriedade, parte significativa desse grupo cada vez mais se radicaliza e mostram que já não possui a mínima noção da realidade. Além de criar mentiras e lendas novas a cada dia, se apegam a falácias incríveis, como a criação de uma base russa (comunista!) no interior da Amazônia, que o comandante do Exército morou 15 anos na China e foi adestrado para hoje “implantar o comunismo” no Brasil, que os caças venezuelanos podem atacar Brasília e até dizem que o comandante da Força Nacional, que é um policial militar, é membro do MST. Essa gente não se dá ao trabalho de pesquisar um pouco, de dar um telefonema para um amigo militar ou para uma instituição pública para questionar sobre a veracidade de certas informações.

Na madrugada passada recebemos dois áudios de pessoas diferentes, os dois se completam no sentido de divulgar a informação que diz que a brigada paraquedista estaria de prontidão.  Segundo os áudios seria uma insurreição contra o fato de “a força nacional está com poderes acima das forças armadas”.. e “Villas Bôas está subordinado a ele”… vai acontecer militar contra militar”, “o golpe está começando agora a noite… oficial de dia revoltados”.

A maioria dos leitores frequentes da Revista Sociedade Militar não se “alimenta” com esse tipo de besteirol. Mas, para os que passam por aqui eventualmente um recado: acordem para a realidade, para ser um indivíduo politicamente ativo e influente é necessário tem uma mínima capacidade de interpretar o quotidiano. Forças Armadas e Força Nacional tem destinações completamente diversas.

“poderes acima das forças armadas”. Mas que besteirol! Quem comanda a Força Nacional é um policial militar no posto de coronel e é impossível que qualquer instituição policial no Brasil tenha maior “poder” que as Forças Armadas.

Se a nossa replica contra o uso dos militares das FA em ações policiais é justamente pelo fato de nossas instituições possuírem um poder de fogo e TÉCNICAS de ação infinitamente maiores e mais impactantes do que é necessário para atuar como polícia. A ação das Forças Armadas é devastadora se comparada com o que pode fazer qualquer instituição policial.

Leia mais http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2017/02/paraquedistas-se-revoltando-no-rio-e-general-na-forca-nacional-radicais-de-direita-incapazes-de-interpretar-o-quotidiano.html

Anterior Chapada Imperial
Próximo Comissão geral, convocada pela deputada distrital Telma Rufino (Pros)